Um dos fantasmas que assustam jovens profissionais é a estagnação na carreira. Muitos deles, depois de graduados e colocados no mercado, percebem que não aparecem muitas oportunidades de ascensão. O que fazer para sair desse estágio, se destacar e alcançar um novo patamar? A solução pode estar no investimento em certificações de projetos e processos. 

E você, já ouviu falar sobre essa possibilidade? Sabe quais são as certificações mais relevantes para o crescimento profissional? Quer entender que tipo de diferencial elas garantem ao seu currículo? Então continue a leitura desse post e descubra como alavancar sua carreira! 

A importância das certificações de projetos e processos

Sabemos que as graduações costumam ser uma formação generalista, em que o profissional sai com uma noção de diversos conceitos e suas aplicações, mas sem o aprofundamento necessário para a prática. 

Se isso acontece quando o conhecimento é geral, isso se torna ainda mais evidente quando se trata da utilização de métodos específicos, hoje muito valorizados pelas organizações.

Portanto, quando uma organização contrata um profissional certificado ela tem a garantia de que ele realmente entende o método, tem o conhecimento das ferramentas necessárias para aplicá-lo de forma correta e tem condições de executá-lo imediatamente para solucionar o problema da companhia. 

Por essas razões, buscar uma certificação é uma iniciativa essencial para o crescimento profissional. Esse passo estabelece um diferencial no currículo que dá acesso a oportunidades únicas, disponíveis apenas para quem adquiriu esse conhecimento. 

As principais certificações de projetos e processos

Agora que você já entendeu que é importante buscar uma certificação, conheça as mais recomendadas para garantir excelentes oportunidades profissionais e levar sua carreira a um nível mais elevado: 

1. Certified Business Process Professional (CBPP)

Esta certificação atesta que o profissional tem o conhecimento, experiência e prática em Gerenciamento de Processos de Negócio. Ela é uma das mais respeitadas do mundo, conferindo ao profissional um status diferenciado no mundo empresarial.  

Ela é registrada pela ABPMP International, uma associação sem fins lucrativos que forma e agrega profissionais de Business Process Management (BPM). 

Para a carreira do profissional, a certificação CBPP agrega diversos benefícios. Só pelo fato de mostrar que ele possui conhecimento de práticas reconhecidas internacionalmente, ele já começa qualquer processo seletivo em vantagem. 

O certificado mostra à empresa onde ele trabalha ou está se candidatando a uma vaga que trata-se de um indivíduo altamente qualificado, o que aumenta sua empregabilidade, cria a oportunidade para novos negócios e cria chances de ascensão profissional. 

Para realizar o exame, um dos requisitos é comprovar experiência na área. Por isso a certificação é vista como uma comprovação não apenas de conhecimento teórico, mas também do know-how do profissional.  

Como todas as certificações bem avaliadas no mercado, a manutenção exige atualização constante. Para isso, é preciso renová-la a cada três anos. Assim o profissional demonstra que continua aprendendo novas práticas e se adequando às principais tendências do mercado. 

2. Project Management Professional (PMP)

A certificação em Profissional de Gerenciamento de Projetos ou PMP, da sigla em inglês, é simplesmente a mais reconhecida quando se fala nesse assunto. Ela é valorizada em todo o mundo porque atesta que o profissional foi capacitado a conduzir e dirigir projetos.

Ela é especialmente indicada para gerentes que já possuem alguma experiência, visto que esse é inclusive um requisito para obtê-la. Neste caso, eles têm a oportunidade de documentar e tornar evidente a sua competência na gestão de equipes e projetos. 

Os pré-requisitos para obter a certificação são: 

  • graduação como bacharel ou equivalente, o que pressupõe uma formação acadêmica de no mínimo 4 anos;
  • experiência mínima de 3 anos na gestão de projetos; 
  • atuação na liderança e direção de projetos por pelo menos 4.500 horas;
  • formação em gerenciamento de projetos com carga horária de 35 horas.

Para quem não tem o diploma de graduação mas realmente atua com a gestão de projetos, é possível obter a certificação de acordo com outros critérios: 

  • certificado que comprove a conclusão do Ensino Médio ou equivalente;
  • atuação em gerenciamento de projetos por no mínimo 5 anos;
  • trabalho com a liderança e direção de projetos por pelo menos 7.500 horas;
  • formação em gerenciamento de projetos com carga horária de 35 horas. 

A certificação é obtida após um exame com 200 perguntas de múltipla escolha. Em quatro horas de prova, o candidato precisa demonstrar que realmente conhece os princípios de gerenciamento de projetos reconhecidos mundialmente. 

Porém, não basta que o profissional invista na certificação. Para se manter apto ele precisa comprovar que continua se atualizando e buscando conhecimento para aplicação eficiente do método. 

Para isso, ele precisa comparecer a eventos promovidos por algum Provedor Registrado de Educação do PMI (Project Management Institute). Ao participar dessas formações, ele receberá Unidades de Desenvolvimento Profissional (PDUs). A manutenção do certificado depende da obtenção de 60 PDUs a cada ciclo de 3 anos. 

Todo esse investimento traz diversas vantagens à carreira: ampliação da empregabilidade, oportunidades de crescimento profissional, valorização dentro da própria organização e uma qualificação reconhecida internacionalmente. 

3. Seis Sigma

O Seis Sigma é uma metodologia estatística desenvolvida para solucionar problemas dentro da organização, garantir a melhoria de processos e estabelecer boas práticas e gerenciamento da qualidade em projetos. 

Essa certificação também é reconhecida mundialmente, visto que a metodologia é aclamada por sua capacidade para reduzir custos, melhorar a qualidade e otimizar processos. 

Portanto, os especialistas em Lean Seis Sigma são altamente valorizados nas organizações. Eles são reconhecidos por sua capacidade de simplificar processos, reduzir erros e aumentar a lucratividade das companhias. 

Existem diferentes níveis de aprofundamento e conhecimento em Seis Sigma. Por isso, a certificação é dividida em White Belt, Yellow Belt, Green Belt, Black Belt e Master Black Belt. A complexidade e responsabilidade é crescente nesta ordem. 

Para obter a certificação, é preciso investir em capacitação acadêmica. Os profissionais devem participar de um treinamento, além de liderar a execução de projetos de melhoria utilizando os princípios Lean Seis Sigma. 

Depois de cumprir esses requisitos, os profissionais submetem o projeto que desenvolveram de acordo com os princípios Lean Seis Sigma á avaliação. Se aprovados, eles recebem o título de especialista. 

Entendeu quais são as principais certificações de projetos e processos e como elas podem acelerar sua ascensão profissional? Gostou do post? Quer receber outras sugestões para alavancar sua carreira? 

Então não perca tempo! Assine a nossa newsletter agora mesmo e receba conteúdos indispensáveis para o seu sucesso diretamente em seu e-mail! 

Escreva um comentário

Share This