A necessidade de os órgãos públicos medirem a sua eficiência operacional é cada vez maior. Com a Lei da Transparência, que obrigou a União, os Estados e os Municípios a manterem informações sobre a execução orçamentária em tempo real na internet, a sociedade passou a ser ainda mais exigente.

Assim, a importância da avaliação de desempenho no setor público não para de crescer.

É preciso garantir a qualidade dos serviços, um grande desafio na área pública. Por essa razão, as análises de performance são cruciais não apenas para remunerar os times de forma mais justa, mas também para estimulá-los a evoluir.

Quer saber mais? Continue a leitura e veja como a avaliação de desempenho no setor público pode ajudar você a crescer na carreira!

Quais são os principais desafios da administração pública?

Assim como você, que muitas vezes sente a necessidade de melhorias em sua rotina de trabalho, as administrações públicas também precisam de progresso e capacitação.

Geralmente, os serviços públicos são malvistos pela população, independentemente de questões políticas, por causa da má qualidade da assistência. Isso acaba gerando insatisfações e até mesmo revoltas.

Diante disso, o maior desafio para o setor público é prestar um atendimento qualificado. Nesse contexto, a flexibilização dos recursos financeiros e de pessoal é essencial — assim como uma comunicação interna e externa impecável.

Para que um quadro de funcionários possa alcançar esse alto nível de desempenho, é vital automatizar alguns processos e capacitar o time. Hoje, o setor tem novas demandas, como gerar informações em grande quantidade, garantir acesso fácil aos registros pela internet e armazenar e dispor o histórico de consumo.

Sem políticas de avaliação e planejamento, o órgão corre o risco de não oferecer uma gestão transparente pelo simples fato de não coletar e controlar todos os dados envolvendo as suas atribuições.

Por isso, o investimento em soluções de informática e qualificação humana é estratégico. Com isso, é possível encontrar um equilíbrio entre os direitos dos servidores e os da população.

Como a avaliação de desempenho contribui para resolver esses problemas?

A avaliação de desempenho no setor público ajuda a melhorar os serviços porque gera indicadores de resultados, que permitem trabalhar os gaps entre o desempenho esperado e o que foi realmente atingido.

Você sabe o que são gaps? Trata-se das lacunas para o serviço alcançar a sua plenitude. Assim, a avaliação de desempenho não para no simples diagnóstico, mas possibilita verdadeiras transformações nos processos e nas pessoas.

Dessa forma, todos os recursos do órgão passam por um aperfeiçoamento, inclusive o quadro de funcionários, para que sejam promovidos programas de capacitação com base nesses pareceres. O resultado é que o poder público leva para a sua administração a mesma visão estratégica do ambiente privado e, assim, a avaliação de desempenho torna-se um insumo de dados para a tomada de decisões.

Qual é o impacto para os funcionários?

A avaliação de desempenho no setor público é bastante positiva para os funcionários, pois traz uma maneira mais justa de remunerar e de valorizar cada profissional. Geralmente, essas análises são atreladas a políticas internas de carreira e de remuneração, que estimulam o servidor a crescer.

Desse modo, a sociedade acaba beneficiada com mais qualidade nos atendimentos.

Quer um exemplo? Dois atributos muito valorizados atualmente são a capacidade de inovar e a de ser criativo. Com uma avaliação de desempenho que trabalhe esses indicadores, a gestão pública consegue incentivar as equipes a propor mudanças de vanguarda.

Qual é a influência na sociedade?

A avaliação de desempenho pode medir indicadores de proatividade, ou seja, a capacidade de o servidor prever chances de aperfeiçoamento ou até mesmo de se antecipar a problemas. O resultado disso para a sociedade é uma sensível melhoria na prestação de serviços. Assim, esse funcionário evita erros e acelera o tempo de resposta para os obstáculos.

Imagine um atendente de uma Secretaria de Saúde incumbido de agendar consultas médicas. Em vez de apenas fazer as marcações, ele resolve sugerir um serviço extra, como o contato pelo WhatsApp. Por meio desse canal, esse servidor propõe remeter aos usuários informações sobre como usar o transporte municipal para chegar ao local do atendimento médico.

Essa simples atitude pode ajudar a diminuir o desperdício de verba com as faltas de pacientes às consultas, um problema comum.

Quais indicadores avaliar?

A escolha dos indicadores em uma avaliação de desempenho varia de uma organização para outra, conforme os valores de cada instituição. Existem, porém, alguns parâmetros comuns nesse tipo de análise. São índices que contribuem para aumentar a qualidade do planejamento na gestão pública, uma vez que servirão como diretriz nas próximas escolhas administrativas. Confira:

  • conhecimento e capacitação técnica contínua;
  • aptidão para ter foco em resultados;
  • disciplina e organização;
  • capacidade de planejamento.

Os indicadores não avaliam apenas as pessoas. Eles dão suporte para todo o monitoramento estratégico de uma administração pública, ajudando a verificar desde os cumprimentos de contratos até possíveis desvios de verbas. No caso dos recursos humanos, esses índices trazem os seguintes benefícios:

  • medição dos resultados;
  • crítica embasada para obter melhorias e corrigir falhas;
  • apoio para a tomada de decisões;
  • incentivo ao aprimoramento contínuo dos processos organizacionais públicos.

​Como implementar a avaliação de desempenho?

A implementação da avaliação de desempenho no setor público é um trabalho extenso e que exige uma série de etapas. Afinal, é preciso definir os fatores que influenciam no desempenho e as métricas que serão adotadas, entre outras providências.

Veja um passo a passo!

Entenda a cultura organizacional

Estude o perfil da organização. Você precisa traçar um diagnóstico para entender quais critérios serão mensurados e, também, quais deles precisarão evoluir.

Defina as métricas

Em seguida, escolha os indicadores — isso vai depender dos objetivos. Com o relatório elaborado na etapa anterior, essa tarefa fica mais fácil, já que as principais demandas estarão em suas mãos.

Por exemplo: a ética é essencial em um órgão público, de modo que pode ser útil trabalhar com indicadores de compliance, de comportamento, de qualidade do atendimento etc.

Faça aplicações e avalie

Nessa parte, você vai aplicar os índices e iniciar o processo de análise, ou seja, interpretar os dados. Lembra quando falamos dos gaps — a diferença entre o que foi planejado e o que aconteceu? Na avaliação, você indicará quais são essas lacunas.

Trace planos de ações

Por último, devem ser elaborados planos de ações para reagir diante dos maus resultados e para potencializar os efeitos dos dados positivos. É a etapa mais importante do processo, que exige tempo e conhecimento.

Estude cases de sucesso

Para afiar a sua habilidade de implementar avaliações de desempenho, uma boa dica é estudar cases de sucesso.

A prefeitura de Fortaleza (CE), por exemplo, está elaborando um projeto de remuneração variável para os analistas de planejamento de gestão, uma carreira ligada à Secretaria Municipal do Planejamento, Orçamento e Gestão (SEPOG) da cidade e ao Instituto de Planejamento de Fortaleza (IPLANFOR).

Com o apoio de uma empresa consolidada em capacitação e tecnologia, esse órgão público está desenhando um novo modelo de remuneração variável para aumentar a motivação e o compromisso dos novos servidores. Nessa parceria, está sendo elaborado um mecanismo para gratificar os profissionais por meio de um sistema mais justo, exato e prático.

Assim, a gratificação não perde a sua principal função, que é a de ser um incentivo para o profissional. Dessa forma, aumentam-se a clareza na definição de responsabilidades e o compromisso com os resultados e metas estratégicos dessa instituição.

Como remunerar os funcionários por desempenho?

Existem diversas maneiras de recompensar os funcionários por uma boa performance. Uma delas é a remuneração variável, que estende ao colaborador formas extras de pagamento de acordo com a sua atuação.

Há jeitos mais complexos e criativos como prêmios, reconhecimento público, folgas, viagens, cursos de especialização etc. O melhor método depende das características de cada instituição, como o orçamento disponível e as qualidades que se pretende valorizar e fomentar.

Como deu para notar, a avaliação de desempenho no setor público é determinante para o sucesso dos atendimentos aos cidadãos. Afinal, ela faz diagnósticos e aponta soluções para as deficiências. Além disso, essas análises representam uma grande chance para os profissionais de RH e para os gestores de projetos e de processos crescerem na carreira pública.

Gostou deste post? Quer ficar por dentro das novidades sobre análise de performance? Então, assine agora mesmo a nossa newsletter gratuita e receba todos nos novos conteúdos na sua caixa de entrada!

Escreva um comentário

Share This