Já há algum tempo, a inteligência artificial (IA) deixou de existir apenas nas histórias de ficção científica e pouco a pouco vem integrando e otimizando o gerenciamento de processos tecnológicos de empresas dos mais diferentes segmentos.

Apesar de suas inúmeras aplicações, muitos nichos de mercado ainda não conseguiram explorar todas as grandes oportunidades que esse tipo de tecnologia pode oferecer. É por isso que resolvemos criar este artigo especialmente para falar sobre o assunto.

Descubra aqui como o uso da inteligência artificial pode impactar positivamente o seu negócio e como essas melhorias podem contribuir também para um melhor relacionamento de sua empresa com seus consumidores.

Inteligência artificial e os novos negócios

As transformações trazidas a partir do uso da IA não dizem respeito apenas aos novos negócios específicos desenvolvidos para suprir as necessidades dessa tecnologia. Ela trouxe uma ruptura nos processos tradicionais, obrigando todos os nichos de mercado a se reinventarem e inovarem a partir da otimização de processos ou ruptura de antigas estruturas.

Desse modo, é importante que sua empresa consiga entender como adotar a inteligência artificial e como ela pode suprir ou implementar as necessidades específicas do seu negócio.

Por exemplo, pode ser mais interessante a terceirização do serviço de TI, o chamado outsourcing. A empresa contratada oferece toda a infraestrutura tecnológica para sua empresa com o know-how de um serviço qualificado a um menor custo que o de uma equipe de TI própria.

O momento de investir em IA

Uma pesquisa sobre o uso da inteligência artificial nos negócios, realizada em 2017 pelo Boston Consulting Group e publicada no MIT Sloan Management Review, traz dados importantes que mostram a relevância da aplicação desse tipo de tecnologia.

Foram mais de 3 mil entrevistas com profissionais — entre analistas, gerentes e tomadores de decisão — dos setores público e privado de 112 países. Esses dados mostram que 61% das organizações entrevistadas consideram o desenvolvimento de uma estratégia de IA como urgente, mas apenas 50% delas utilizam algum sistema com essa tecnologia.

A pesquisa encontrou também lacunas significativas entre os negócios que adotam e entendem a importância da IA e aqueles que não têm nenhum sistema com iniciativa de inteligência artificial.

Organizações que utilizam algum tipo de IA e o desenvolvimento do business intelligence são também aquelas que mais se destacam na agilidade de processos. Não por acaso, outro dado importante indica que 75% dos entrevistados consideram que a IA pode assegurar uma vantagem competitiva, permitindo até mesmo a expansão de seus empreendimentos.

Diminuição dos custos de investimento em inteligência artificial

Outra pesquisa importante, desta vez realizada pela Gartner Inc., revelou que, em 2018, o volume de recursos destinados à IA vai quintuplicar no país. Isso quer dizer que os gastos destinados a esse segmento aqui no Brasil chegarão a US$ 182,5 milhões.

A boa notícia é que a vantagem competitiva entre as empresas tem contribuído para a redução dos custos em tecnologia, o que torna a inteligência artificial cada vez mais acessível, proporcionando soluções eficientes na automação de processos para todos os nichos do mercado.

É uma ótima oportunidade para investir em aplicações cada vez mais complexas e nas ferramentas mais bem-sucedidas. Lembre-se de que a aposta em inovação oferece um excelente retorno de investimento, pois otimiza o seu tempo e integra e analisa os processos, de modo seguro e confiável.

Tendências da IA

As grandes expectativas depositadas na IA atravessam fronteiras e empresas dos mais diferentes segmentos e tamanhos. Com isso, a inteligência artificial será o catalizador de modelos de negócios totalmente novos e mudará a paisagem competitiva de muitos nichos de mercado nos próximos 5 anos.

Mas já existem algumas tendências que serão incorporadas ao dia a dia das empresas ainda em 2018, como as que apontamos a seguir.

1. Aperfeiçoamento da linguagem

As duas áreas em que a inteligência artificial mais se desenvolveu nos últimos anos foram a cognição e a percepção.

Esses pontos são muito importantes para que os sistemas que utilizam essa tecnologia sejam capazes de entender a linguagem humana e aplicar a inteligência artificial no atendimento ao cliente, por exemplo.

Como as empresas têm cada vez mais incluído chatbots em seus aplicativos e sites, a IA tem se adaptado ao modo de falar mais humano, compreendendo as frases e expressões que normalmente utilizamos no dia a dia.

2. Melhor reconhecimento das imagens e de emoções

O reconhecimento facial já é encontrado nos celulares e estará ainda mais incorporado aos sistemas de segurança utilizados por governos e empresas. Tudo graças a uma grande barreira vencida pela inteligência artificial ao se aperfeiçoar e ampliar o reconhecimento de imagens.

O dado é muito importante principalmente no uso da IA na interação entre as companhias e os consumidores. Vale lembrar que, até 2020, cerca de 85% dessas interações serão realizadas apenas com o uso de inteligência artificial, segundo o Gartner.

Mais um recurso possível graças à inteligência artificial: já existem máquinas capazes de identificar as emoções das expressões humanas. Com um melhor reconhecimento das expressões e emoções do consumidor, é possível a elaboração de estratégias para aprofundar o relacionamento com o cliente a partir do histórico de contatos.

3. Otimização da análise de dados

O big data também tem se aperfeiçoado graças ao uso da inteligência artificial. Quanto mais inteligentes as máquinas se tornam, a cada ano, mais eficaz é a análise de dados.

Empresas que já adotaram algum serviço desse tipo conseguem explorar melhor seus dados, o que tem aumentado o potencial de seus negócios. Isso sem falar que a análise de dados via IA permite que você otimize seu tempo, investindo em ações estratégicas e resolução de problemas.

4. Reconfiguração dos postos de trabalho

Um dos maiores temores surgidos com a utilização da IA em maior escala é a possibilidade de substituição das pessoas por máquinas. Mas o que se confirma, afinal, é que a inteligência artificial veio para complementar o trabalho, melhorando a produtividade e também abrindo novas posições no mercado.

O Gartner afirma que, até 2019, haverá uma crescente oferta de trabalhos relacionados à IA nos setores da administração pública, educação e saúde. Para você ter uma ideia, até 2025, serão abertos, em todo o mundo, 2 milhões de postos de trabalho.

Este é o momento em que os gestores precisam pensar no uso da IA e nos impactos que ela trará ao negócio em relação aos empregos. É preciso avaliar se haverá a eliminação de postos de trabalho com a automação de processos e quais empregos serão criados e, principalmente, pensar na relação e colaboração dos trabalhadores com as novas tecnologias.

Se você tinha alguma dúvida, este artigo prova que a inteligência artificial veio para ficar, como uma base para os negócios antigos e aqueles já consolidados. Para criar vantagens competitivas, os gestores e tomadores de decisão devem identificar quais oportunidades suas organizações podem explorar.

Compartilhe este artigo nas redes sociais e amplie ainda mais a discussão sobre o uso da inteligência artificial nos negócios!

Escreva um comentário

Share This